[ editar artigo]

Hipoclorito de Sódio: Recomendações de uso como desinfetante em tempos de COVID-19

Hipoclorito de Sódio: Recomendações de uso como desinfetante em tempos de COVID-19

Dra. Claudia Binder Servaes CRMV-SC/3781 – Biomonitor - Tel - (48) 99157-4464

O hipoclorito de sódio ainda é um dos saneantes mais utilizados e acessíveis em termos de custo-benefício. Esta compilação avalia o uso preconizado do produto no ambiente e sobre animais.

Na literatura as indicações de uso de hipoclorito são de concentrações desde 0,02% a 1,0 % de cloro ativo, na dependência do objetivo e tempo de atuação. 

Na prática, médicos veterinários tem observado o aumento de incidência de animais com dermatites e diversas lesões relacionadas ao uso indevido do desinfetante no meio ambiente  e diretamente sobre os animais, em especial as patas (visando desinfecção referente ao COVID-19). Soluções excessivamente diluídas não tem poder desinfetante, soluções muito concentradas têm ação corrosiva e podem levar a reações e lesões.

 

Uso do Hipoclorito de sódio como desinfetante:

Higienização de patas de animais ou suas superfícies: A solução diluída de hipoclorito (0,05% = 500 ppm) pode ser usada excepcionalmente para desinfetar as  patas ou superfícies de animais,  e somente quando não há possibilidade de usar outros produtos. Após o uso, aguardar 10 minutos para então enxaguar as superfícies em água limpa e secar. A higiene de animais pode basear-se também na lavagem com água e sabonete ou outros produtos.  De forma geral o uso de soluções de hipoclorito é desaconselhado na rotina, pois pode levar ao ressecamento da pele e provocar feridas. As feridas aumentam o risco de entrada dos microorganismos. 

Higienização de mãos: A higiene de  mãos deve basear-se na lavagem das mãos com água e sabonete. Quando disponíveis, desinfetantes com álcool, clorhexidine ou iodopovidine podem ser utilizados. O uso de soluções de hipoclorito (por ex. a 0,05%) é   desaconselhado pois podem levar ao ressecamento da pele e provocar feridas. As feridas aumentam o risco de entrada dos microorganismos. (ANVISA/CDC). A solução diluída de hipoclorito (0,05% = 500 ppm) pode ser usada para desinfetar as mãos quando não há possibilidade de usar nelas outros produtos (WHO, 2020).

Superfícies fixas ou pisos: Para desinfecção de superfícies fixas: lavar, enxaguar e secar a superfície. Aplicar solução de hipoclorito a 0,05%  com borrifador ou pano úmido e deixar em contato por 10 minutos. Enxaguar se necessário, e sempre que o animal tenha acesso a área.

Grandes superfícies que potencialmente entraram em contato com material contaminado: Grandes superfícies, ou aquelas em que não se pode assegurar um processo de limpeza das sujidades, são desinfetadas com solução 0,5%  de hipoclorito . Os locais precisam ser bem arejados ou providos de boa ventilação. Após 10 minutos enxague com água limpa (ANVISA)

Equipamentos médicos Artigos, instrumentos não críticos: Lavar, enxaguar e secar os artigos. Friccionar com solução de hipoclorito a 0,05%,  deixando-os umedecidos por 10 minutos. Enxaguar e secar. Utilizá-los o mais breve possível. (CDC)

Pedilúvios e Limpeza de utensílios específicos (luvas reutilizáveis, sapatos):

  • Em caso de necessidade de higienização de calçados entre ambientes  pode-se orientar o fluxo das pessoas para  passarem por um pedilúvio que contenha uma solução de hipoclorito a 0,5%.
  • Calçados impermeáveis podem ficar imergidos em solução de hipoclorito a  0,5%  para limpeza no final do dia .
  • Luvas reutilizáveis podem ser higienizadas em solução de hipoclorito a 0,5%. (ANVISA)

Higienização para reutilização de instrumentos e materiais: Em surtos, a higienização e reuso de equipamentos e materiais , é de forma geral desaconselhada. Contudo às vezes se faz necessário, e para isto instrumentos e materiais devem ser primeiramente desinfetados com solução de hipoclorito a 0,5%, depois são limpos e esterilizados adequadamente (ex. autoclave)  (CDC)

Equipamentos, instrumentos e outros itens usados em autópsias ou necrópsias devem ser desinfetados entre usos com solução de hipoclorito a 0,5% ou álcool 70% (CDC)

Excreções, secreções e sangue vivo: Derrame uma  solução a 0,5% de hipoclorito  sobre a excreção, secreção ou sangue para inativar patógenos  antes de absorver  com papel absorvente (incinere o papel posteriormente)                  (CDC)

Cadáveres: Aplique uma solução de 0,5 % de hipoclorito sobre os corpos antes de realizar qualquer procedimento 

Veiculos: O exterior de veiculos provenientes de estabelecimentos potencialmente infectados  deve ser higienizado com água sob pressão (para retirar eventuais massas de matéria orgânica ou terra aderida) e em seguida passar por banho com solução de hipoclorito a 0,5%,  Rodas devem ser desinfetadas passando por banho de solução de 0,5% de hipoclorito (ideal repor a solução depois que 2 a 3 carros passam pela solução (pedilúvio) . Operadores da lavação devem estar adequadamente paramentados devido ao alto risco de entrarem em contato com os respingos de material contaminados (CDC)     

---------------------------------------------------------------------------------------------------

Mecanismo de ação: o exato mecanismo de ação ainda não está completamente elucidado, sendo que a inativação dos agentes pode estar relacionada a mecanismos de oxidação, perda de conteúdo intracelular, diminuição de captação de nutrientes, inibição da síntese proteica, redução de captação de oxigênio, quebra de DNA e menor síntese de DNA, entre outros, podendo também envolver a combinação deste vários destes fatores.

 

Como preparar soluções de hipoclorito na diluição desejada?

Exemplos de Soluções comerciais disponíveis

Manter disponível no local de preparo, uma tabela com os volumes mais comuns a serem preparados, evitando necessidade de cálculos (e erros relacionados)

  • Estabelecimentos de saúde devem utilizar saneantes aprovados pela Anvisa (hipoclorito a 1%).
  • Após a aplicação do produto, é necessário esperar esse tempo para que ele faça efeito. Portanto, não é recomendada a limpeza imediata da superfície logo após o uso do desinfetante, dando o prazo suficiente para a destruição do vírus (em geral 10 a 15 minutos)

Exemplo de Tabela base das diluições de uso: 


    Exemplos de cálculo:

    Para preparar uma solução com concentração 0,5%, que corresponde a 5.000 ppm.  a partir de água sanitária (2,0%):

    1. divida o valor em ppm do hipoclorito concentrado, no caso 2,0 % corresponde a 20.000 ppm , pela concentração desejada, onde  0,5% corresponde a 5.000 ppm, o resultado dessa divisão, 20.000/5.000será o fator de diluição ou seja 4 (isto é, vc terá que diluir 4 vezes )
    2. Defina o volume final de produto - desejado, neste exemplo queremos 1 litro,
    3. Divida este volume (1 litro)  pelo fator de diluição (4) , isto é, ¼  = 0,25 – o resultado está expresso em litros =  0,25 l, ou seja 250 ml
    4. 750 ml de água + 250 ml de solução de hipoclorito a 2,0%

    Ou

    Para preparar uma solução com concentração 0,05%, que corresponde a 500 ppm a partir de hipoclorito de sódio a 1%:

    1. divida o valor em ppm do hipoclorito concentrado, no caso 1,0 % corresponde a 10.000 ppm , pela concentração desejada,  0,05% corresponde a 500 ppm, o resultado dessa divisão, será o fator de diluição ou seja 20 (isto é, vc terá que diluir 20 vezes )
    2. Defina o volume final de produto - desejado, neste exemplo queremos 1 litro,
    3. Divida este volume (1 litro)  pelo fator de diluição (20) , isto é, 1/20  = 0,05 – o resultado está expresso em litros =  0,05 l, ou seja 50 ml
    4. 950 ml de água + 50 ml de solução de hipoclorito a 1,0%

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------

    Outras informações:

    Características:

    • Atividade antimicrobiana de amplo espectro – não deixa resíduos tóxicos, dureza da água não interfere, remove microrganismos e biofilmes de superfícies.
    • Possui atividade bactericida, virucida, fungicida, tuberculicida e esporicida, dependente da concentração, do agente e do tempo de ação- segundo o CDC – efeito biocida sobre  106 - 107  Staphylococcus aureus, Salmonella cholerasuis e Pseudomonas aeroginosa (100 ppm por menos de 10 minutos), mais de 25 viroses (200 ppm em 10 minutos) ; Candida sp (500 ppm por 30 segundos)  Mycoplasma sp (25 ppm em segundos na ausência de matéria orgânica) ; esporos de B.atrophaeus ( 100 ppm – mata 99,9%  em 5 minutos) Mycobacterium tuberculosis  (1000 ppm 5 minutos) ; 106 esporos de Clostridium  difficile (5000 ppm em 10 minutos  )

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------

    Desvantagens:

    Instável (afetado pela luz solar, temperatura > 25 ° C e pH ácido). Inativado em presença de matéria orgânica, corrosivo para metais, odor desagradável, e pode causar irritabilidade nos olhos e mucosas

    --------------------------------------------------------------------------------------------------

    Segurança:

    • na concentração de 0.5% e superiores  é um produto corrosivo.  A aplicação de hipoclorito de sódio sobre superfícies metálicas pode levar à oxidação, devendo ser evitado o uso quando puder ser substituído por outro produto.
    • É instável após diluição, e pode ser desativado pela luz, pelo que se recomenda a utilização imediata após a diluição.
    • Perigos mais Importantes: · É um forte oxidante. · É incompatível com ácidos, reagindo com violência e formando gás cloro. · Reage com produtos orgânicos, resultando em fogo. Reação violenta no contato com ácidos e amônia, liberando gás cloro e cloraminas.
    • Efeitos Adversos à Saúde Humana · Os vapores do produto são irritantes às mucosas do nariz, garganta e trato respiratório – podendo causar queimaduras, tosse e edema pulmonar. Nos olhos, causa conjuntivite, e em concentrações elevadas, edema nos olhos (aspecto leitoso na córnea até cegar). Na pele, provoca irritação seguido de vermelhidão. Já se ingerido, causa irritação nas mucosas da boca e garganta, dores de estômago, e possível ulceração.
    • Devem ser tomadas as precauções necessárias de proteção individual durante os procedimentos de desinfecção.
    • Note que esses produtos podem deixar manchas em alguns materiais, em especial tecidos coloridos

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------

    Preparo e validade

    Recomendações no preparo de soluções/validade das soluções preparadas:

    • Ao  diluir produtos comerciais use produtos novos, recém abertos (validade máxima de 1 semana após abertura). Quando o produto não tem cheiro forte de cloro, existe a possibilidade de não estar adequado – não use.
    • Use água potável e limpa  no  preparo de soluções,  uma vez que matéria orgânica destrói o cloro
    • Use frascos plásticos para misturar e armazenar soluções preparadas, uma vez que recipientes metálicos sofrem corrosão rapidamente , além da eficácia da solução ser alterada.
    • Recomenda-se a utilização imediata após a diluição, pois as soluções são instáveis e podem ser desativadas pela luz. 
    • Soluções preparadas de hipoclorito , principalmente as mais diluídas devem ser preparadas diariamente , armazenadas em local fresco e seco, afastado da luz solar , caso contrário podem perder a potencia e eficácia de desinfecção (descartar após 12 horas)
    • Mantenha os recipientes fechados, em locais arejados, em frascos opacos, rotulados adequadamente e afastados de substâncias incompatíveis. Evite respirar o vapor produzido pelo produto .

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------

    Fontes consultadas: entrar em contato com autor

     

                   

         

        Comunidade Vetsign
        Claudia Binder Servaes
        Claudia Binder Servaes Seguir

        Médica veterinária com especialização em gestão para segurança de alimentos, gestão para segurança de pacientes e auditorias de processos e documentos. Presta Assessoria na área de Biossegurança, e ministra palestras e treinamentos. Tel.(48)991574464

        Ler matéria completa
        Indicados para você